Boku Dake ga Inai Machi / Erased – Analise Ep. 05


Finalmente chega o quarto episódio de Boku Dake ga Inai Machi depois de uma semana tensa e esperançosa pela maioria dos fans que acompanham o anime!




Neste episódio vemos Satoru carregar a decepção de ter sua amiga desaparecida, por mais
que ele tenha se esforçado, ele não conseguiu evitar que ela desaparecesse.
Mais uma vez, devemos pontuar a presença da mãe de Satoru, as palavras dela sempre vem nos melhores momentos.
Começo acreditar que a Mãe de Hinazuki se aproveitou do histórico de sumiço das crianças e conseguiu escapar tendo essa triste coincidência a seu favor. Pensei que ela estaria arrependida pelo que fez, mas a cena em que está pondo o lixo para fora, prova bem o contrário. Aquele sorriso era de satisfação por se livrar de seu crime impune ou por perceber Satoru por perto, ou pior, os dois? Com isso em mente, podemos chegar a conclusão de que quem realmente fez com que Hinazuki “sumisse” foi a própria mãe e o amante.
O fato que logo em seguida, o choque de ter presenciado essa cena, ativou seu Revival, trazendo-o de volta ao presente sendo suspeito pela morte da mãe.
Boku da ke
Os pontos de destaque deste episódio são que pela primeira vez, vemos que Satoru também pode voltar para o futuro e que os fatos que ele conseguiu alterar no passado, tiveram uma pequena influencia no futuro, prova disso é quando Airi conta dobre o Dia das Meninas.
E no meio de toda essa reviravolta, temos a inclusão de mais um personagem sombrio e que pode ser o mentor de todos esses desaparecimentos. Seria o professor seguindo uma carreira política desta vez, aproveitando para continuar com os desaparecimentos evoluindo para algo ainda mais perigoso e agora com apoio do Gerente que também mantém segredos com esse novo personagem?
O autor consegue criar personagens femininas que fazem o expectador criar um carinho imediato por elas, como: a Mãe de Satoru, Hinazuki e agora Airi, que ao que parece está próxima de ser tornar mais uma vítima na lista de mortos do anime, como será o próximo Revival de Satoru?
Boku da ke Airi
No geral temos muitos personagens bons no anime e cada um bem posicionado, fiquei curioso para saber mais sobre o destino de seus amigos da escola.

Erased deu um passo infeliz para baixo esta semana, em um episódio terceirizada que demonstrou algumas das grandes forças do show e todos os seus pontos fracos. Ele foi impulsionada em grande parte pela trama de base bate sobre o ambiente, e que cenas não eram mais ou menos inerte em termos de direção tenderam a exagerar o seu drama. É difícil para qualquer show para manter polonês consistente do primeiro episódio para durar, mas nunca é uma coisa divertida para ver.
Na esteira da ausência inesperada da semana passada, Satoru acabou correndo para a casa de Hinazuki, onde ele descobriu que ela não estava no galpão, mas que um homem adulto tinha visitado algum tempo no último dia. Em seguida, um par de tiros de dentro da casa deu o jogo longe: Hinazuki já estava morto, seus pais eram prováveis ​​responsáveis, e eles não tinham certeza de como lidar com a situação. Está começando a parecer provável que a situação de Hinazuki poderia ter sido apenas "convenientemente" perto dos assassinatos em série de tempo-sábio, e que seus pais só tem afastado com assassinato por causa de outro assassino à solta.
As próximas cenas do episódio jogado fora apenas como Satoru poderia esperar, com todos os adultos da comunidade trabalhando juntos para manter as crianças de perceber a gravidade da situação. "Não sabemos quem fez isso ainda, mas é melhor fazer tudo ao nosso alcance para impedir que isso aconteça novamente", disse um amigo da mãe de Satoru, refletindo as falhas finais dos adultos neste mundo. As organizações policiais e de notícias só agem depois de alguma coisa horrível aconteceu. Os adultos foram incapazes ou não dispostos a intervir na vida de Hinazuki ainda que sabia que ela estava sendo abusada, refletindo um clima cultural que fura para fora ou curiosos simplesmente não é feito. E depois do ato horrível que aconteceu, a única resposta é "as crianças não deveriam ter que se lembrar de algo assim." O que o mundo deve ser como é muito diferente do que ela é, e em vez de se envolver com os problemas reais, as pessoas simplesmente manter um verniz de civilidade que mal conseguia enganar uma criança.
Contrastando com implicações sociais maiores do anime e da realidade, as cenas entre Satoru e sua mãe refletido seus próprios problemas muito específicos. Percebendo seu filho estava culpando a si mesmo, sua mãe tentou consolá-lo, dizendo: "pensando que é sua culpa após o fato é inútil. Há tanta coisa que uma pessoa pode fazer. "Estas são mensagens importantes para levar a sério, mas no contexto do poder de Satoru, eles basicamente só torcer a faca. O poder de Satoru é na verdade uma espécie de maldição - na vida real você tem que aceitar que as coisas acontecem, e crescer por eles, e fazer melhor da próxima vez. Mas o poder de Satoru é a personificação do "se eu tivesse feito isso e isso de forma diferente, tudo ficaria bem." É essencialmente a versão sobrenatural de não crescer, nunca de aprender você deve fazer a paz com as coisas que você não pode mudar.
Mas a maior parte este episódio não foi dedicada a articular essas idéias - este foi um episódio ocupado, lote-pesado, e quando ele veio para articular que a trama, a execução definitivamente tropeçou. No primeiro semestre, basicamente cada um dos over-the-top enfeites dramáticos 'apagados convergiram para uma cena, onde Satoru viu a mãe de Hinazuki jogando fora algum lixo.A cena começou com um daqueles sorrisos mal clássicos, construído através de uma sequência clichê da brusca cordas, e terminou com um tiro dramático de olhos abaulamento levando para Satoru abertamente gritando seus sentimentos. Apagada tem um monte de elementos fortes que vão para ele, mas quando -lo oversells seu drama como este, ele faz um grande desserviço para os pontos fortes do programa. Over-the-top ênfase como esta só enfraquece a capacidade da história para se sentir emocionalmente real.
Na segunda metade do episódio, Satoru encontrou-se voltou para o tempo presente, e em fuga da polícia. Ele se reuniu com seu empresário, quase foi capturado pela polícia e, finalmente, encontrou um amigo em Airi, cujo conhecimento existente de Satoru ea relação de sua mãe a levou a acreditar que ele não era culpado (talvez refletindo sobre a necessidade de uma cultura social onde pessoas que invadem a vida uns dos outros e, assim, aprender a ajudar ou acreditar neles). Esta metade do episódio essencialmente tinha o problema oposto do primeiro. Em contraste com o início dos episódios desta série, onde seqüências ainda lentos de Satoru gastando tempo na escola foram emprestados tensão dramática pela direção afiada e design de som, praticamente todas as cenas desta segunda metade foi esteticamente plana, tiro de frente com animação muito limitado na um ritmo consistente, roubando os eventos de base de qualquer impulso visceral.
Em geral, embora este não era realmente um episódio ruim, em termos gerais, foi certamente mau para um episódio de um programa que é geralmente grande. Quando a execução falha para elevá-lo, Erased sai muito mais como qualquer outro filme policial - é o sentido forte e design de som que fazem esse show especial. Esperemos que a execução vai pegar novamente em breve.





O que vocês acharam deste episódio, mais um nó na garganta para segurar até a próxima semana?

Extra:

  • Mais que merecido,e que força absurda enfa-se como ja disse as mulheres.


  • Por roubar uma barra de  chocolate e com a dilma não fazem nada?


Não ela não.

Apreciador da cultura japonesa,de animes,mangas,livros,filmes,e series.
Sou o God do Blogg Otaku Wolrd Land,e seu redator principal. Atualmente um estudante de farmácia . 

compatilhe

Postagens Relacionadas

Postagem Anterior
« Postagem Anterior
Postagem Anterior
Postagem Anterior»