Análise Semanal: Taboo Tattoo #05

Desculpe-me a demora, voltaram-se as aulas e até descobrir uma maneira de postar análises durante a semana, terei de faze-las no fim de semana mesmo.
O clímax finalmente ocorreu, e como meio que economizaram nos episódios anteriores, era de se esperar que gastassem toda verba possível neste. Porém, o que vimos foi diversas cenas mal animadas, de difícil compreensão e bem rushadas, principalmente no final onde após um despertar de poder do protagonista, a cena pula para um quadro estático dele acertando a garota e em seguida, aparece pegando a Toko (WTF). Mas e a Izzy? Pra ter uma noção do rush, sua luta foi simplesmente resumida em 30 segundos além de não explicarem como que sua amiga conseguiu fugir do carro...

Aconteceram outros erros de direção como não explicarem como Justice conseguiu se curar do ferimento de sua barriga ou como ele simplesmente cortou a espada da inimiga com a mão. Tudo bem que a tatuagem lhe aumentos físicos, mas quebrar um metal já é demais...

Contudo, já vivenciamos estes problemas anteriormente então, se só fosse isso,  este episódio seria no mínimo "assistível", mas todo o embate rolava uma piada idiota e desnecessária. Fora as cenas de Justice e Toko conversando com a vilã principal como se fossem amigos/parceiros que prefiro não comentar... São por estes animes que me fazem não gostar de nonsense, se ao menos eles soubessem utilizar este recurso talvez as críticas fossem um pouco menores.

Em suma, pra quem queria uma razão para dropar, certamente conseguiu... E pra quem ainda tem esperanças que o anime conseguirá se acertar para no final ser ao menos assistível, o que duvido muito, só me resta a desejar-lhes uma boa sorte!

Avaliação:5,5

OBS:Imaginem a frustração que estou por este ser meu primeiro anime que analiso semanalmente...

Extras:
 Mas este selado não era pra estar com Justice? E por que todo mundo estava vendo-o? 

**** 
Deixe seu comentário e não esqueça de curtir o OWL no Facebook e de nos seguir no Twitter

Amante de games e animes de magia. Passou a vida travando duras batalhas em Rude Midgard tendo seu irmão monge como companheiro. Acredita que a vida seria mais bela se fosse como um MMORPG.

compatilhe

Postagens Relacionadas

Postagem Anterior
« Postagem Anterior
Postagem Anterior
Postagem Anterior»