Análise Semanal - Taboo Tattoo #08 a 12

"The long time ago..." esta análise já deveria ter saído porém, vários problemas aconteceram fora o fato de eu ter de cobrir quase todas as noticias meio que sozinho (e falta muitas) mas, para aqueles que não acreditavam, esta ai. Vocês verão que esta análise será um pouco corrida em virtude de ser cinco capítulos em um único texto mas da nada...

O oitavo episódio encerra o confronto que começou no seu anterior bem "bad". BB acaba por ser consumido pela sua tatuagem, já que a utilizou-a demasiado, isto mostrou a Seige o perigo de seu poder e da real situação em que estava, e o fez tomar uma decisão inusitada que chocou até Izzy.

Contudo, o problema não esta em matarem o melhor personagem da série, do exército de Izzy ser totalmente inútil e sem preparo (poxa, até o capitão/General quase morreu sem ao menos causar danos a inimiga), ou de Ill em forma de gato simplesmente desaparecer da ação e só voltar nos minutos finais do episódio. O problema esta no drama que tentaram forçar matando Touko. Não houve qualquer acontecimento para que nós, telespectadores, nos importássemos com ela, sendo que a mesma foi até esquecida nas ultimas semanas só aparecendo nos momentos de piadinhas sem graças. Sinceramente, comemorei o ocorrido pois esperava que assim Seige amadurecesse um pouco.

A semana que sucede o episódio acima nos trouxe uma melhora significante, nada a ponto de ser bom já que a direção é fraca e a "filmagem" continua nos deixando confusos, mas o roteiro finalmente trouxe um desenvolvimento profundo de BB onde realmente ficamos tocados com seu passado, além de descobrirmos como o mesmo foi se relacionar com os Brahman e de sua razão por querer acabar com tatuagens. Se ao menos Izzy também tivesse este desenvolvimento, certamente estaríamos mais apegados a ela já que também é uma personagem com conteúdo, tanto que a adoro desde o primeiro episódio. Seige não, o rapaz é inutil...

E tudo isto se completou no décimo episódio quando temos um salto temporal de um ano (parece SAO) onde Seige aparece mais alto, forte, experiente e com BB incorporado em sua mente. Sim, BB e Seige agora são um só... Interessante ver seu crescimento, pois como lhes disse em uma análise anterior, não seria nada estranho vê-lo "apelão" pois o mesmo já estava treinando. A comédia também funcionou pois não havia nada de importante acontecendo. Ver Tom, Tamaki e mais um assistindo hentai na TV foi hilário. Já a segunda parte deu-se inicio, bem corrido por sinal, a batalha final de Taboo.

Mas o que tanto estou comentando? Parece um bando de palavras soltas sobre um anime... Vejam que a ligação que faço sobre um capitulo e outro é apenas superficial mas nunca toquei no plot principal. Por que? Lhes digo. A vilã Arya quer usar os poderes das ruínas para se fundir a suas cópias/irmãs a ponto de se tornar um super-ser que transcende a humanidade, e supostamente salvar o mundo de algo que não entendi. Por sua vez, Seige quer acabar com os planos por pura vingança. Muito superficial? Também achei, e é apenas isto que sabemos dos motivos de cada lado lutar. O restante dos integrantes são apenas peões que seguem o roteiro. Pelo lado de Seige, o exército dos EUA querem proteger o mundo, mas do que? O que raios este plano de Arya pode fazer no mundo? Não sabemos... Já no lado da vilão, seus comparsas apenas seguem as ordens de sua rainha a exaltando, e dizendo que se todos conhecessem o significado de sua luta, também iriam apoia-la. Mas qual significado? Também não sabemos, por isto fica difícil fazer uma ligação sobre o plot principal.

Voltando, o episódio 11 continua com a guerra sem que nada se agregue a não ser o fato de mencionarem que o Coronel é o pai adotivo de Izzy. Mas tenho que concordar que as lutas estavam interessantes, com uma boa movimentação e com a câmera no seu devido lugar. As lutas em geral foram o que realmente me fez continuar a acompanhar Taboo. Gostei de um comentário que li em outro blog sobre último episódio, o autor menciona que gostaria que o final de TT fosse rápido e indolor... kkkk

Agora, WTF... O que foi aquelas transformações de Seige e Arya? Arya se transforma porque ela é (simplesmente) foda, e Seige a acompanha pois há um vírus do Prof. Wiseman em seu corpo. Contudo, só ficamos mais desinteressados na cena pois não entendemos como aquilo foi acontecer. E ainda por cima o final foi para enterrar... Enquanto Arya foge, o exército comemora uma vitória sem razão já que a guerra só serviu para irritar a vilã, que sai da "festa" levando o que queria, o poder da ruína. Não serviu para nada todo aquele esforço. Ah, mas ela perdeu aliados... Do mesmo modo que o exército do Coronel conseguiu reforços, ela também conseguira.

Por último, é apresentado um pouco do material para a próxima temporada, o que espero que não aconteça e que seja apenas uma propaganda para o mangá. Não quero ter de reviver toda a decepção que tive  em meu primeiro anime que analiso.

Avaliação:6,0
**** 
Deixe seu comentário e não esqueça de curtir o OWL no Facebook e de nos seguir no Twitter

Amante de games e animes de magia. Passou a vida travando duras batalhas em Rude Midgard tendo seu irmão monge como companheiro. Acredita que a vida seria mais bela se fosse como um MMORPG.

compatilhe

Postagens Relacionadas

Postagem Anterior
« Postagem Anterior
Postagem Anterior
Postagem Anterior»